Review Wii Sports RESORT – Parte 1

Então finalmente resolvi escrever sobre a continuação do Wii Sports, o agora Resort!

O primeiro jogo serviu para demonstrar algumas possibilidades do Wii-mote, um jogo simples, fácil de qualquer pessoa jogar, pode parecer redundante se eu usar a palavra simples dinovo, mas não seria exagero.

Wii Sports Resort vem para demonstrar o novo periférico da Nintendo, o Motion Plus que acrescenta movimentos de rotação ao Wii-Mote. E a palavra simples usada no Wii Sports perde a força no Resort, não é tão fácil assim.

Irei analisar os jogos, falar sobre suas qualidades e defeitos e também dar uma viajada nas possibilidades para outros jogos!!

O Jogo conta com basicamente 12 Esportes, e cada um pode ter modos diferentes o que aumenta muito as modalidades do jogo e faz ser um jogo completo e não apenas uma demonstração como foi o Wii Sports. Tendo em vista isso eu irei analizar por partes.

Espada

É o primeiro no menu do jogo, e já chega mostrando o poder de fogo do Motion Plus, o primeiro dos três modos que é o único que vem aberto se trata de uma batalha versus um amigo real ou a maquina. Existe uma arena e um jogador tem que meter a porrada no outro até chegar ao extremo e derruba-lo para fora da arena.

E nesse jogo tu já fica bobo com a precisão do Motion Plus, eu levantava a espada, batia rápido, batia devagar, fazia circulos, passava por trás da cabeça e qualquer movimento que eu fizesse era traduzido para o jogo, perfeitamente fiel, absolutamente qualquer tipo de movimento. Logo eu imaginei jogos de luta estilo Soul Calibur, com um adcional do Nunchaco para mover o personagem, ficaria perfeito, esqueçam que um botão serve para um tipo de golpe e outro botão para outro tipo de golpe, vc quem decide se quer dar uma estocada, um golpe rápido e curto, um golpe mais lento e potente. Fica ao seu critério e você decide o que fazer. ESQUEÇA OS GOLPES PRÉ-DEFINIDOS vc é livre com o Motion Plus.

No jogo você usa o movimento do Wii-Mote para atacar e apertando o B você muda para o modo defensivo. golpear um inimigo faz ele regredir, se atacar o oponente enquanto ele defende o jogador fica atordoado e sucétivel a golpes.

O segundo modo um juíz joga vários objetos e o jogador tem que cortar de acordo com a indicação do desenho, cortes diagonais, cortes horizontais ou verticais, de cima pra baixo, de baixo pra cima, enfim, todas as direções possíveis. Soul Calibur Legends faria muito mais sentido agora!

O terceiro modo é o “horde”, vários inimigos vem em sua direção e você tem que espancar todos eles, nesse jogo eu não consegui deixar de pensar em ZELDA, já imagino Link na Hyrule Field e o jogador fazendo movimentos para frente para matar um inimigo e depois dando um corte para cima para matar o maldito pássaro que aparece de forma covarde!

Wakeboard

Foi o segundo que eu joguei, e um dos que eu mais gostei, é simples de começar e não tão simples de progredir. O Wii-Mote é segurado na horizontal como se estivesse segurando o bastão para ser rebocado pela lancha. Os movimentos que você fizer vão refletir na prancha, controle para direita e esquerda para movimentar o seu Mii e dê um solavanco para cima no momento de pular. Como num WakeBoard de verdade você deve se aproveitar das ondas que a lancha faz para realizar os saltos e quando for aterrisar o seu controle deve estar paralelo ao nível d’água, já que se a sua prancha afundar na água não vale ponto.

Não é fácil fazer altos pontos, o controle novamente responde perfeitamente e o jogo é um dos mais relax do pacote.

Tênis de mesa

Pra começo de conversa, Tênis de Mesa faz muito mais sentido que Tênis comum. Por qual motivo? Simples, para deixar mais acessível para os novatos os caras fizeram o boneco andar automáticamente no primeiro Wii Sports, e pra quem está acostumado a jogar jogos de Tênis sabe que andar pela quadra é muito importante para o jogo, já no Tênis de Mesa é tudo ali pertinho.

E a estratégia não fica por conta de se movimentar e sim pelo realismo que se tem nas raquetadas, a inclinação da sua raquete para direcionar a bolinha ou/e fazer efeitos, um toque mais sutil para fazer ela “morrer” na mesa do adversário ou um porradão para “cortar” a jogada. Nada de decorar qua botão faz efeito, nada de barra de força para medir a potência do seu saque, o que você está fazendo é o que vai ser reproduzido!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: