Retrospectiva 2005-2009: Exclusividades!!!

Todos sabemos que desde o início da geração a Microsoft com seu Xbox 360 veio dando uma surra de qualidade (dos games, SÓ dos games) na concorrência, lançando em todos os anos desde 2005 o maior número de títulos exclusivos de altíssima qualidade. E quando digo exclusivos, digo “eternamente exclusivos” hehe, ou quase isso, pois muitas vezes uma exclusividade temporária faz diferença, mas nem sempre.

 Foi assim no ano de 2005, quando a empresa nos brindou com quatro games exclusivos excelentes (Kameo, Condemned: Criminal Origins, Perfect Dark Zero e Dead or Alive 4) enquanto suas concorrentes nem haviam lançado seus consoles. Apesar das críticas negativas de alguns, a recepção desses games pela crítica especializada foi bem favorável e, jogando-os, percebemos que por serem “aberturas de geração”, a qualidade deles ainda assim é elevada. É importante também, para considerar esses jogos bons, deixar de lado o ressentimento pela Rare ter “abandonado” a Nintendo. Se não, sua única alternativa será malhá-los eternamente hehehe.

Perfect Dark Zero foi símbolo do ano 2005 na nova geração.

Perfect Dark Zero foi símbolo do ano 2005 na nova geração.

No ano de 2006, quem possuía um Xbox 360 (obviamente não possui mais, pelo menos não o mesmo hehe) também pôde jogar games exclusivos de altíssima qualidade, como GRAW, Dead Rising, Viva Piñata e o supremo GEARS OF WAR, que vale por uns 3 games. No mesmo período, a Sony andava mal das pernas, disponibilizando games exclusivos meia-boca, como Untold Legends e Genji, sendo o único título de comprovada qualidade lançado pela Sony o aclamado Resistance, que de fato é bom até hoje.

Gears of Wars foi o game de 2006.

Gears of Wars foi o game de 2006.

 Chegando o ano de 2007, novamente o Xbox 360 supera as expectativas, lançando em um mesmo ano pelo menos cinco títulos marcantes: Forza 2, Crackdown, Blue Dragon, Mass Effect e outro game supremo, HALO 3, que veio contando o desfecho da luta contra os Covenant, sendo um dos games mais emocionantes (e divertidos) da geração. Já em 2007 a Sony esboçava uma reação considerável, apesar de não superar sua rival americana, a japonesa lançou games de qualidade como Ninja Gaiden Sigma (que é um port do original NG Black para Xbox), MotorStorm, WarhawkHeavenly Sword, Folklore, Ratchet & Clank Future e o inacreditável UNCHARTED: DRAKE’S FORTUNE, este que talvez seja o melhor game do ano. Mas somente os sete não foram suficientes para bater a qualidade dos games da Microsoft, ainda mais diante de promessas que se tornaram decepções sem precedentes, como Lair e Haze, este que serviu de base para a conhecida expressão “hazed” ou “hazeou” que é um sinônimo de “fail”, como todos sabem.

Em 2007, Master Chief e sua terceira e última aventura deram as cartas.

Em 2007, Master Chief e sua terceira e última aventura deram as cartas.

 

Em relação ao ano de 2008, muitos de vocês talvez vão pensar: “foi o ano dos gamers”. De fato, “nunca na história” dessa geração tivemos tantos games tão bons lançados em um único ano (isso sem contar os multplataformas). Em 2008 a Sony finalmente enfrentou de igual para igual a Microsoft, que dominara a superioridade qualitativa da indústria de jogos até então. Enquanto o Xbox 360 ganhava títulos de peso como Ninja Gaiden 2 (que agora virou mult) Left 4 Dead, Tales of Vesperia (multplataforma agora), Lost Odyssey, Banjo-Kazooie: Nuts & Bolts, Viva Piñata: Trouble in Paradise e o mais supremo que nunca GEARS OF WARS 2, agora maior, mais bonito e muito melhor que o primeiro (Que proeza!!!). A Sony não ficava atrás, e também lançou games exclusivos tão bons quanto os de X360. No ano de 2008 os donos de PS3 fora contemplados com games de altíssimo nível como MotorStorm: Pacific Rift,  Resistance 2, Little Big Planet, Valkyria Chronicles, Disgaea 3: Absence of Justice, e, finalmente, um sério candidato a melhor game da geração: METAL GEAR SOLID 4: GUNS OF THE PATRIOTS. Com todos estes games, diversificados e fodas, fica difícil saber quem se saiu melhor. Acho que fomos todos nós.

MGS4 foi o game mais falado de 2008.

MGS4 foi o game mais falado de 2008.

Finalmente, o ano de 2009 (que ainda está entre nós hehe), este sim está sendo o ano em que o PlayStation 3 finalmente superou o Xbox 360 no que se refere à qualidade e quantidade de títulos exclusivos. Ao passo em que a Microsoft ofereceu à sua freguesia poucos games exclusivos, muito deles considerados apenas medianos e bons, como Velvet Assassin, Halo Wars e Ninja Blade. O destaque ficou apenas com Star Ocean: Last Hope (que também tornou-se multplataforma), o lançamento de Forza 3 no fim de outubro, e o grande HALO 3: ODST. Já os donos de PlayStation 3 tiveram mais sorte, pois sem sombra de dúvidas, este ano o videogame valeu muito mais do que foi pago quando a Sony nos disponibilizou games exclusivos bons como Afrika, e outros definitivamente de cair o queixo, começando por KILLZONE 2inFAMOUS, dois games de altíssimo nível. DEMON’S SOULS, pelo que joguei, provavelmente será o melhor rpg de ação dessa geração até agora(esperando ansiosamente minha cópia hehe), a expectativa de Ratchet & Clank Future: A Crack in Time, e a certeza de sucesso de UNCHARTED 2: AMONG THIEVES (quem jogou a demo sabe).

Até o momento, Killzone 2 é o mais impressionante. Mas Uncharted 2 ainda não foi lançado.

Até o momento, Killzone 2 é o mais impressionante. Mas Uncharted 2 ainda não foi lançado.

Diante disso, só esperamos que o Xbox 360 supere as expectativas para este ano, que são boas, mas não tanto quanto as do PlayStation 3, e faça com que 2009 seja ainda melhor que o ano de 2008. E que venha 2010, com God of War 3, Mass Effect 2, White Knight Chronicles e quem sabe até o tão aguardado The Last Guardian (continuação de SoTC).

Bem, esta é minha opinião sobre a geração até agora. Não levei em consideração o Wii pois não tenho este video game, mas é isso, espero que apreciem.

3 respostas para Retrospectiva 2005-2009: Exclusividades!!!

  1. vtrdiniz disse:

    halo3 supremo é dificil de engolir

  2. superluan disse:

    nossa cara, 2009 nem acabou, os melhores lançamentos do 360 estão para novembro, Splinter Cell, Left 4 dead 2, ano que vem tem mais lançamentos, crackdown 2, Alan Wake e você esqueceu do shadow complex da live arcade que já foi lançado, mas como o diniz disse, halo supremo é difícil de engolir mesmo
    Cara, não é só de exclusivos que vive um console, Killzone 2 e Halo 3 são com certeza fácilmente substituíveis por CoD 6.
    GT5 e FM3 são substituíveis por dirt 2, NFS:Shift.
    Vamos lembrar também que a Sony copia tudo, o multiplayer do Uncharted 2 foi uma cópia bem feita ao do gears of war 2 (que a propósito nem saiu o 3)
    Lembrando que ainda em 2010 sai o project natal por 50 doletas (aqui 300 reais) e a rare vai produzir jogos mais legais para o uso dele, enfim, o 360 só cresce.
    E + de 70% dos jogos são multi, quem precisa de exclusivos só pra empinar o nariz?

    • henriquemessias disse:

      Cara… Infelizmente o texto é sobre exclusividades… Pretendo fazer uma retrospectiva completa, mas só para o fim de 2010, quando mais games fodas forem lançados, como GoW3 e Alan Wake…

      Ainda assim, mesmo diante desses games para X360 neste fim de ano, os exclusivos de PS3 são mais impactantes, pelo menos esse é o senso comum.

      Eu eu não acho Halo 3 e Killzone 2 substituíveis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: